WhatsApp Image 2019-09-18 at 12.05.30

Deixando as diferenças políticas e as cores partidárias de lado, os deputados federais paraibanos Frei Anastácio (PT/PB) e Julian Lemos (PSL/PB) tiveram audiência com o Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, nesta quarta-feira (18), em Brasília, para solicitar que a água do São Francisco volte a ser bombeada para Monteiro. “Tivemos essa ação conjunta, eu e Julian Lemos, em nome da Paraíba buscando o interesse do povo acima de tudo”, disse Frei Anastácio.

O ministro Gustavo Canuto garantiu aos dois parlamentares que o problema já está sendo resolvido e que Monteiro, além de outras 36 cidades, a exemplo de Campina Grande, estarão recebendo a água da transposição. O Ministro, no entanto, não estabeleceu prazo para o retorno da água, mas garantiu concluir toda revisão do canal, eixo leste, ainda este mês. Canuto disse anda que o bombeamento não foi retomado ainda por uma questão de segurança.

“O ministro nos recebeu muito bem e espero que ele cumpra com o que garantiu na audiência. O povo já está sofrendo com a falta de água e a situação ficará mais grave ainda se o bombeamento não voltar”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar lembrou que esteve no município de Monteiro, nos dias 31 de agosto e 1º de setembro para o SOS Transposição e viu de perto o problema.  “Visitei todo trecho entre o açude Porções, até a barragem de Camalaú, no município de Camalaú, e no açude Boqueirão que distribui água para a barragem que abastece o  município de Campina Grande. Lá, averiguei que a situação das barragens que recebem as Águas do Rio São Francisco é desesperadora”, lamentou.

Frei Anastácio informa que o reservatório em Camalaú está apenas com 5,95% de sua capacidade, já em Porções, está pior ainda, tem apenas 4,71% de sua capacidade total. E o Açude Boqueirão está apenas com 15,77% de sua capacidade de armazenamento. O problema se agrava a cada dia, pois o corte no bombeamento, desde o mês de fevereiro, vem acarretando rachaduras no canal que conduz a água.

“Tememos que a água se acabe nos próximos dias e que o povo paraibano venha sofrer graves consequências com a falta dela. Sem, chuva e sem as águas do canal da transposição, em breve, cerca de 700 mil habitantes irão ficar sem abastecimento, só na região de Campina Grande. Vamos aguardar o que o Ministro fará nos próximos dias”, concluiu Frei Anastácio.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your name here

Please enter your comment!