Anastácio diz que Temer já comprou maioria da Câmara para não votar contra ele

IMG_20170905_101153380 (1)

O deputado estadual Frei Anastácio, disse hoje (24), na Assembleia Legislativa, que o segundo processo contra o presidente Temer na Câmara Federal será mais um jogo de cena, já que a grande maioria dos deputados já foi comprada para não votar contra. “O povo está indignado como tudo isso que está acontecendo. Esse Congresso Nacional, com raras exceções, não representa o povo brasileiro. Esperamos que tudo isso se reflita nas urnas, em 2018”, apelou.

Frei Anastácio disse que no primeiro processo, Temer fez uso de toda sorte de articulações, e usou mais de R$ 14 bilhões do dinheiro público para se livrar do processo e conseguiu. “Agora, ele fez o mesmo, já usou o dinheiro da nação para comprar os corruptos e, com certeza já está tudo certo para livrar a cara do golpista”, afirmou o deputado. “Com 97% de rejeição, Temer, no que tange a avaliação conseguiu superar todos os presidentes anteriores. Mas, com uso do dinheiro do povo, ele está conseguindo escapar comprando os corruptos”, disse.

O parlamentar relatou que a primeira denúncia foi rejeitada pela Câmara, alcançando 227 dos 342 votos necessários a sua aceitação. “Ao que me parece, essa segunda denúncia também não deverá ser aceita por grande maioria”, disse. O deputado disse que para se livrar, Temer alterou até as regras que definem o trabalho escravo no Brasil com o nítido objetivo de comprar; Isso mesmo: comprar, os votos favoráveis da maior parte da bancada ruralista na Câmara dos Deputados.

 “Isso é vergonhoso. Para agradar os ruralistas conservadores, que compõem a ala mais a direita do que hoje conhecemos como setor produtivo rural, Temer condena milhões de brasileiros ao trabalho de semiescravo ou mesmo escravidão, propriamente dita.

“Tudo isso, para continuar se mantendo no Palácio Presidencial”, afirmou.

O deputado disse que a base do governo na Câmara dos Deputados, ou no Senado da República não reflete o sentimento das ruas e do campo. “O povo está indignado como tudo isso que está acontecendo. Esse Congresso Nacional, com raras exceções, não representa o povo brasileiro. Esperamos que tudo isso se reflita nas urnas, em 2018”, apelou.

Aniversário de assentamento

Frei Anastácio também registrou as comemorações dos 20 anos do assentamento Novo Salvador, em Jacaraú, ocorridas domingo. “Foi um dia de muita festa e alegria, com festa dançante, jantar comunitário e programação religiosa. Eu participei de toda programação e fiquei muito feliz em ver famílias que conquistaram sua independência econômica, através da luta e do trabalho”, disse.

Famílias despejadas

O deputado registrou também a situação de 400 famílias despejadas desde o dia 18 deste mês, de um acampamento na entrada da cidade de Caaporã. “Posso dizer que depois do despejo, realizado pela justiça, houve avanços. O prefeito da cidade se comprometeu a pagar auxilio aluguel para as famílias que não têm parentes, nem onde ficar depois do despejo. Além disso, o prefeito Kiko garantiu já iniciar a limpeza do terreno para construção das casas para os sem teto. Nosso mandato esta acompanhando e apoiando a luta dessas famílias, desde novembro do ano passado, quando o acampamento foi iniciado, e iremos continuar ao lado dos sem teto”, garantiu.

Leia também