Assembleia Legislativa está em recesso, mas Frei Anastácio não suspende atividades

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) está aproveitando o recesso na Assembleia Legislativa, para visitar lideranças da legenda nas microrregiões do estado, além de líderes de movimentos sociais do campo e da cidade, sindicatos, associações e ONGs para discutir problemas das localidades, além de projeções para as eleições deste ano.

 Ele esteve durante o final de semana, no médio e no alto sertão, litoral e Zona da Mata onde, além de reuniões, realizou celebrações religiosas, a exemplo da fazenda Antas, em Sapé, que teve um mandado de segurança, que impedia a desapropriação das terras, derrubado pelo Supremo Tribunal Federal. As 57 famílias da fazenda se reuniram numa missa para agradecer a vitória.

            “Durante essas reuniões, estamos também ouvindo e colhendo reclamações e reivindicações da população sobre muitos temas que serão debatidos na Assembleia e encaminhados pelo nosso mandato às autoridades competentes”, disse o deputado.

Congresso do MST

De 10 a 14 (segunda a sexta), Frei Anastácio irá participar  do 6° Congresso Nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Brasília. O lema do evento é “Lutar, construir Reforma Agrária Popular”. Cerca de 15 mil trabalhadores e trabalhadoras rurais sem terra de 23 estados brasileiros, além de 250 convidados internacionais, participarão da  do congresso.

Segundo o deputado, o principal objetivo do congresso é discutir e realizar um balanço crítico da atual situação do movimento, traçar novas formas de luta pela terra, pela Reforma Agrária e por transformações sociais. Além disso, o MST estará comemorando seus 30 anos de fundação. Os organizadores afirmam que também será um momento de reafirmar um novo programa da Reforma Agrária para o país: a Reforma Agrária Popular.

Principais temas

Entre os temas a serem debatidos estão o desafio organizativo do movimento, o papel político dos assentamentos, a participação da mulher e dos jovens na luta, além de ato político em defesa da Reforma Agrária, marcha, e atividades culturais durante a noite.

Na tarde de quarta- feira (12/02), os Sem Terra realizam uma grande marcha em defesa da Reforma Agrária pela capital federal. Durante a noite será realizado uma festa em comemoração ao aniversário de 30 anos do MST.

Na quinta-feira (13/02), acontece o ato político pela Reforma Agrária, com a participação de movimentos sociais, intelectuais, partidos políticos que representam a esquerda brasileira, como o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, e Rui Falcão, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), além dos convidados internacionais.

Exposição

Simultaneamente a realização do congresso, ocorrerá durante os dias 10 a 13 de fevereiro, a Mostra Nacional da Cultura e Produção Camponesa, ao lado do Ginásio Nilson Nelson, em Brasília.

Será um espaço de demonstração e comercialização dos alimentos produzidos pelos assentamentos de Reforma Agrária, além de apresentações culturais do campo. Nesse mesmo espaço, ainda serão montadas 12 pequenas agroindústrias de beneficiamento, entre elas de erva mate, cachaça  e farinha.

Leia também