O deputado federal Frei Anastácio disse que a decisão de Bolsonaro em aceitar a realização da Copa América no Brasil, é uma forma de tentar desviar atenção do povo em relação à CPI da Covid-19 e do desastre do governo. “Além de ser uma decisão irresponsável, Bolsonaro constrói mais uma cortina de fumaça para os desmandos do seu governo desastroso e facilita a entrada de nova variante da Covid no Brasil”, alertou o deputado.

Frei Anastácio argumentou que diante de uma pandemia tão grave como a que o país enfrenta, o Presidente da República mostra mais uma vez que não está preocupado com o povo. “O povo não quer diversão, a nação quer comida no prato e vacina no braço. O Brasil está mergulhado na miséria, na fome e de luto com avanço das mortes”, disse.

Copa pode trazer nova variante

O deputado destacou que os infectologistas estão alertando que com a realização da Copa, o Brasil corre risco de importar uma nova variante estrangeira. Essas equipes de jogadores, segundo o deputado, terão contatos em aeroportos, com pessoas que prestam serviços de alimentação, limpeza e com atletas de países diferentes. 

“Segundo os infectologistas, nessa interação é onde moram os riscos. Mas, o governo não está preocupado com nada disso. É o povo sofrendo, chorando, enterrando seus mortos e Bolsonaro sorrindo, negando a pandemia e fazendo passeio de moto em manifestações, diversão no mar, férias gastando dinheiro público e sem nenhum cuidado sanitário”, disse.

O congressista lembrou que a Bancada do PT entrou com uma petição no Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo que a realização da Copa América seja cancelada no Brasil. Na ação, a bancada alega que diante do quadro de pandemia enfrentado pelo Brasil, não é admissível um evento como esse. “Essas foram as mesmas alegações da Argentina e Colômbia, que recusaram sediar o evento. O Brasil tem que aceitar apenas porque Bolsonaro quer. A justiça tem que tomar uma posição”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here