Comissão de Direitos Humanos solicita investigação de denúncias de morte e maus tratos contra mulheres na Cândida Vargas

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Paraíba, Frei Anastácio, apresentou requerimento, hoje (07), solicitando que o Ministério da Saúde realize uma investigação sobre denúncias de maus tratos e mortes de mulheres grávidas na maternidade Cândida Vargas, em João Pessoa.

Segundo o deputado, o caso mais recente foi a morte da adolescente Marcela Kaisa, de 15 anos de idade, no dia 02 deste mês. “Ela foi internada e só teve a criança 23 horas depois. Em seguida, ficou com dores e dois dias depois morreu na própria maternidade. A família denuncia que os profissionais deixaram placenta dentro da paciente e ela morreu de infecção generalizada”, disse o deputado.

De acordo com o deputado, a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Paraíba não poderia ficar de mãos atadas diante desse fato e de outros casos. “Já temos conhecimento de outras denúncias semelhantes naquela unidade de saúde do município. Tem que ser feita uma investigação para saber o que realmente está ocorrendo dentro daquela maternidade. Há muitas histórias tristes de mães que morreram e de crianças que nasceram mortas e de outras que nem chegaram a nascer”, disse.

Além desse requerimento, frei Anastácio enviou ofícios ao Ministério Público, Secretaria de Saúde do município, delegacia da Mulher, delegacia da Infância e do adolescente e ao secretário de segurança pública pedindo que providências sejam tomadas. “É hora de investigar aquela maternidade. Não podemos ficar de braços cruzados”, afirmou o deputado.

Comissão de Acompanhamento de Controle Orçamentário

Na sessão de terça-feira, Frei Anastácio também foi empossado como vice-presidente na Comissão de Acompanhamento do Controle Orçamentário da Assembleia. “Estamos prontos para continuar dando minha contribuição nessa comissão, que é de grande importância para o nosso estado”, disse Frei Anastácio.

Dia internacional da mulher

O parlamentar também parabenizou as mulheres pela passagem do Dia Internacional da Mulher, que será comemorado amanhã. “Na economia, elas se destacam como grandes empreendedoras. Nas gestões administrativas se mostram extremamente capazes. São mulheres redesenhando as formas tradicionais de participação política e pautando a sociedade brasileira contra o fundamentalismo patriarcal golpista e midiático. Lutam por respeito na publicidade, nos espaços políticos, no reconhecimento salarial, nos direitos como profissionais, em andar na rua sem serem ameaçadas pela violência contra elas”, disse o deputado.

 

Leia também