IMG_20191019_110813_825

O Partido dos Trabalhadores (PT) aprovou, hoje (19), em seu Congresso Estadual uma moção de apoio ao ex-governador, Ricardo Coutinho, pelas acusações sem provas que ele vem sofrendo de envolvimento na Operação Calvário.

A moção foi apresentada pelo agrupamento petista Muda PT, por sugestão do deputado federal Frei Anastácio. Além do parlamentar, fazem parte do agrupamento, a presidente eleita do PT de João Pessoa, Giucélia Figueiredo, além de várias outras lideranças.

No manifesto, os petistas afirmam,entre outras coisas, que Ricardo Coutinho, mesmo não sendo petista, vem defendendo os ideais da legenda e teve uma posição firme na defesa de Dilma, durante o processo de Impedimento, assim como de Lula que enfrenta uma prisão política.

A moção também afirma que não há nenhuma prova concreta de envolvimento de Ricardo Coutinho na operação Calvário. O que há, segundo a moção, é uma campanha difamatória. 

Veja a Moção na íntegra:

O PT externa total e irrestrita solidariedade ao ex-governador Ricardo Coutinho, que vem sofrendo ataques injustos de grande parte da imprensa e de políticos que tiveram seu coronelismo derrotado, nas urnas, pelo povo paraibano.

O ex-governador, Ricardo Coutinho, vem sendo crucificado, sem nem mesmo ser citado na Operação Calvário, numa clara campanha patrocinada – em grande parte da mídia -, e em blogs isolados financiados pelos coronéis políticos decaídos.

Esse julgamento público, contra Ricardo Coutinho, infundado, sem provas e injusto, tem o objetivo de tentar confundir a opinião pública sobre a figura do melhor gestor que a Paraíba já teve como governador. É aquela velha tática de comunicação de guerra nazista, de que uma mentira dita várias vezes vira verdade.

Nós, assim como a grande maioria do povo paraibano e brasileiro, sabemos que Ricardo Coutinho, mesmo fora do poder público, representa uma ameaça para a direita conservadora e para os políticos que se perpetuaram no poder, dando tapinhas nas costas do povo e com palavras bonitas, sem ações concretas.

O cenário que envolve o ex-governador é semelhante ao que está em torno do companheiro Lula. No cenário nacional, temos o maior líder popular e melhor presidente que o Brasil já teve preso injustamente, simplesmente, pelo fato dele ter potencial suficiente para ser eleito de novo.

Assim também acontece no cenário estadual, com Ricardo Coutinho. A memória de serviços prestados à população, tanto como prefeito, quanto como governador, é um divisor na história política e administrativa da Paraíba.

A posição política de Ricardo Coutinho, contra o golpe sofrido pela presidenta Dilma e em defesa de Lula, é outro fator que aguça a ira do conservadorismo político paraibano e da ultradireita bolsonariana, no cenário nacional. Diante de tudo isso, Ricardo se fortaleceu como uma liderança política estadual e nacional, o que representa uma ameaça política para os que defendem governos voltados para as elites.

Portanto, nós, o PT, estamos firmes na defesa desse companheiro que esteve e continua defendendo, de forma forte e firme, os ideais do nosso partido, mesmo não sendo petista. Por isso, repudiamos de forma incontestável todas e quaisquer acusações sem provas, contra o ex-governador Ricardo Coutinho, em relação à operação Calvário.

João Pessoa,19 de outubro de 2019
7° Congresso Etapa Estadual do PT

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your name here

Please enter your comment!