Deputado critica declaração de Veneziano sobre o PT de Campina Grande

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) criticou, hoje (30), na Assembleia Legislativa, as alegações do deputado federal Veneziano Vital, em relação à conjuntura política em Campina Grande envolvendo o PT, como alegação para desembarcar do governo Dilma. “Veneziano faltou com a verdade. Foi ele quem atrapalhou o PT colocando Alexandre Almeida como candidato a prefeito para atrapalhar todas as cogitações do nosso partido, em Campina Grande”, disse o deputado.

Frei Anastácio acrescentou ainda que Veneziano, ao colocar Alexandre Almeida como candidato, tinha uma única pretensão que era atrapalhar todas as cogitações de candidatura própria do PT e a coligação com o Partido Progressista (PP). “Estava tudo certo para a candidatura própria do PT em Campina Grande. Mas, ele estragou colocando alguém de sua “cozinha” como candidato, e por essa conduta Alexandre foi expulso da legenda pela direção nacional do PT”, afirmou o petista.

Frei Anastácio criticou ainda as alegações de Veneziano de que teria sido abandonado pelo PT, que teria passado oito anos em seu governo. “Ele foi quem forçou essa ruptura, agindo de forma escusa para prejudicar o partido. Na verdade, o deputado está procurando motivos para justificar a ingratidão que o PMDB cometeu ao desembarcar do governo Dilma. Depois de usufruir do governo, desde a gestão de Lula, eles agora estão procurando motivos para justificar essa vergonha que cometeram. Mas, a nação brasileira e os paraibanos estão vendo essa tentativa do PMDB de sair do governo para ser governo, sem ser votado”, afirmou o deputado.

 

Comissão de Direitos Humanos

O deputado também anunciou que está colocando a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa a disposição da família do cabo da Polícia Militar Heide Carlos Gomes, que morreu ontem à noite, no Hospital de Emergência e Trauma,depois de passar mal durante treinamento para ingressar no Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

“Em nome da Assembleia e da Comissão de Direitos Humanos transmito os meus pêsames à família do cabo e a tropa da PM e coloco a comissão à disposição da família para apurar se houve algum abuso cometido contra o policial durante o treinamento, se for ocaso”, afirmou o deputado.

 

Leia também