Deputado pede investigação sobre desvio de pagamento de servidores, em Cruz do Espírito Santo

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) enviou ofícios ao procurador da República na Paraíba, José Godoy, solicitando apuração de denúncias de que o prefeito de Cruz do Espírito Santo, Pedro Gomes Pereira, além de atrasar pagamento ao funcionalismo, estaria repassando salários de muitos servidores municipais direto para mercadinhos da cidade, em vez de depositar em contas.

“Essas denúncias chegaram ao nosso mandato e eu não poderia ficar de braços cruzados diante disso que, em minha opinião, é o velho sistema chamado “cambão”, que era praticado pelos latifundiários nos anos de 1960. Não podemos admitir esse tipo de coisa nos dias de hoje”, disso o deputado.

O parlamentar disse que essa ação da prefeitura da cidade tem provocado muitos transtornos para os servidores municipais, que ficam obrigados a comprar os gêneros alimentícios para suprir as necessidades das suas famílias apenas nos locais onde a Prefeitura indica. “Pedimos que a Procuradoria da República apure as denúncias e faça as punições devidas, se tudo for verdade”, afirmou.

Agentes de saúde

O parlamentar também solicitou a Procuradoria da República notifique a Prefeitura de Cruz do Espírito Santo, a dar informações sobre a atuação dos Agentes de Saúde do Município, que estão super atarefados, em consequência do reduzido número desses profissionais no município.

“Segundo denúncias que chegaram ao nosso mandato, a prefeitura de Cruz do Espírito Santo não realiza concurso, nem seleção para agentes de saúde, desde 2002. A população cresceu, muitos agentes saíram da lida em consequência de aposentadorias, ou outros motivos, e não entraram novos profissionais para suprir as demandas. Com isso, o povo do município é quem sofre com a deficiência desse serviço, sem falar que com o atraso de salários os médicos não comparecem para trabalhar e a população é duplamente penalizada”, denunciou.

Leia também