Deputado reúne petistas de 12 municípios para avaliar manifestações

1914768_973357712752214_4054315544424851420_n

 Deputado estadual Frei Anastácio (PT) participou de reuniões com representantes de diretórios municipais do PT e Comissão Pastoral da Terra (CPT) de 12 municípios do Compartimento da Borborema e Várzea, em Lagoa Seca e Sapé, durante todo sábado, para avaliar as manifestações realizadas sexta-feira, em defesa do governo Dilma, do ex-presidente Lula, contra o golpe e pela democracia. “Iremos para outras regiões do estado realizar avaliação e discutir os próximos movimentos”, disse o deputado.

Participaram das reuniões, representantes dos Diretórios Municipais do PT de Lagoa Seca, Esperança, Alagoa Nova, Massaranduba, Campina Grande, São Sebastião de Lagoa de Roça, Queimadas, Solânea, Sapé, Cruz de Espírito Santo, Mogeiro, São José dos Ramos e CPT. “Avaliamos as mobilizações do dia 18 de março, planejando as próximas e, ao mesmo tempo, refletindo a conjuntura nacional, estadual e municipal, visando as eleições de outubro próximo”, explicou o deputado.

          De acordo com o deputado, as manifestações realizadas sexta-feira (18), em todo o Brasil, despertaram o poder de mobilização da militância do PT, dos movimentos sociais e sindicais do país, além de ONGs e partidos aliados do governo.  “As manifestações deixaram a mensagem para o país de que os brasileiros que elegeram o atual governo estão vivos  e prontos para defender seu voto”, afirmou.

Segundo o deputado, as manifestações disseram ao país que existe uma grande parcela da sociedade, a maioria que elegeu o atual governo, que não aceita golpe. “Se querem impedir o atua governo, esperem para fazer isso nas eleições de 2018. Lá, veremos o que o povo quer de forma democrática”, disse o deputado.

Manifestações em João Pessoa

O parlamentar disse que as manifestações em João Pessoa, que tiveram participação do PT, PC do B, PSB, MST, CPT, CUT, Polo Sindical da Borborema, Asa, ASPTA, Sindicatos de Trabalhadores Rurais, militantes, estudantes, intelectuais, professores, simpatizantes e eleitores do PT, foram as maiores de toda história. “Tivemos a presença de 30 mil pessoas nas ruas dizendo não a essa tentativa de golpe à democracia. Esse mesmo povo está pronto para voltar a se manifestar em defesa do governo e de do ex-presidente Lula”, afirmou o deputado.

Leia também