Duas fazendas são declaradas de interesse social na Paraíba

Dois imóveis rurais, situados no Cariri e Curimataú da Paraíba, foram declarados de interesse social para fins de reforma agrária, através de Decreto Presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira 27.

Os imóveis estão incluídos nos decretos de desapropriação assinados pela presidenta Dilma Rousseff e publicados no DOU, que destinam mais 92 áreas para Reforma Agrária no país.

A fazenda Poço, no município de Barra de São Miguel, no Cariri paraibano, a 207 quilômetros da capital João Pessoa, tem pouco mais de 668 hectares, com capacidade para abrigar 15 famílias, depois que for transformada em projeto de Assentamento. O imóvel rural Jacaré, em Remígio, a 157 quilômetros de João Pessoa, no Curimataú do estado, possui pouco mais de 821 hectares de terras e abrigará 20 famílias de trabalhadores rurais, quando for criado o assentamento.

Com a publicação do decreto, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) fica autorizado a promover a desapropriação e dar andamento à criação de novos projetos de assentamento nas áreas, que somam mais 1,4 mil hectares de terras.

Para o superintendente regional do Incra no estado, Cleofas Caju, a autorização de desapropriação dos imóveis é importante para atender à demanda de trabalhadores rurais sem terra na região que, em breve, poderão produzir e gerar renda para suas famílias.

Segundo o deputado Frei Anastácio, essas duas fazendas irão trazer muita fartura para as famílias. Em Remígio, na fazenda Jacaré, segundo ele, a terra é muito fértil.Tanto dar para criar animais, como para plantar todos os tipos de culturas. Em Barra de São Miguel,a fazenda Poço é boa para cultura de subsistência e para criação de gado e caprinos.

Leia também