O deputado federal Frei Anastácio, a exemplo de toda bancada  do PT na Câmara, fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro pela forma como ele está negociando o retorno do auxílio emergencial. “Bolsonaro está fazendo chantagem até com a miséria da população, em busca da aprovação da PEC emergencial (PEC 186/19). É lamentável, é um crime”, disse o deputado. 

Frei Anastácio disse que o presidente só quer liberar o auxílio, para milhões de pessoas que passam fome, se a Câmara aprovar a desvinculação dos recursos orçamentários da saúde e da educação. “Isso trará cortes profundos nos recursos destinados tanto para a saúde, como para a educação. Além dessa maldade, essa proposta do governo acaba com a obrigatoriedade de reajuste no salário mínimo e faz ataques aos servidores públicos”, afirmou.

O parlamentar ressalta que essa vinculação é uma conquista do povo como garantia da Constituição de 1988. “Essa vinculação  assegura recursos para a pré-escola, ensino fundamental e médio, além de ser a coluna fundamental de financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Não podemos aceitar essa chantagem criminosa que só trará prejuízos para o povo, principalmente, as pessoas mais pobres”, destacou.

O congressista apela para que o Congresso não aceite essa chantagem do Governo Federal. “Precisamos aprovar o auxílio emergencial livre dessa proposta do governo. Se o Congresso aprovar essa desvinculação, será mais um golpe contra o povo. É lamentável que o governo esteja negociando com a miséria do povo. Isso mostra a total falta de preocupação e respeito do governo com os que sofrem os efeitos da pandemia, pais e mães de famílias que estão passando fome”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here