O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) registrou, durante pronunciamento na Câmara Federal, a indignação de servidores públicos e uma grande parte da população com  os danos da PEC  Emergencial 186. “Essa PEC aprovada traz prejuízos para toda população”, alertou.

Frei Anastácio lembrou que a PEC foi aprovada em nome de trazer o auxílio emergencial de volta. “Mas, até agora, o governo não mandou a Medida Provisória que define o auxílio. Foi mais uma cortina de fumaça para aprovar essa PEC que deixa os servidores públicos 15 anos sem aumento de salários e ainda podem ter redução de salários”, disse. 

O congressista acrescentou que “a saúde e a educação não terão mais investimentos. Não haverá dinheiro para novos leitos de UTI. Em momentos de crise econômica, ou de pandemia como a que vivemos, a PEC proíbe investimentos”, lamentou.

Brasil “engessado”

O deputado disse ainda que a PEC não permite a criação de novos programas, nem aumento para os que já existem, a exemplo do Bolsa Família e Casa Verde e Amarela. “A PEC não permite abrir mais vagas nas universidades, nos cursos técnicos, programas de formação profissional. Além disso, a PEC proíbe  contratação de novos profissionais na saúde e educação, porque acaba com  concurso público. Tudo isso será feito através de contratos temporários precarizados, e facilitará as indicações políticas”, relatou.

O parlamentar disse ainda que o salário mínimo não terá aumento real. O auxílio emergencial, proposto pelo governo, será sete vezes menor que os R$ 600. “Esses são apenas alguns dos males que essa PEC trará para o Brasil. Enquanto o governo comemora a aprovação da PEC, muita gente chora e protesta.
É mais uma maldade desse governo que faz tudo para agradar ao mercado financeiro e massacrar o povo”, afirmou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here