Frei Anastácio alerta para despejo e destruição de lavouras em Rio Tinto

unnamed

O deputado estadual Frei Anastácio alerta que as famílias posseiras da fazenda Oiteiro de Campina, em Rio Tinto, estão na iminência de serem despejadas, ainda esta semana, por ordem judicial. “Essas famílias trabalham nas terras da fazenda a várias gerações. Já estão lá há 150 anos. Agora, os herdeiros das terras da família Lundgren, estão requentando uma ordem de despejo de 2008”, disse o deputado.

O deputado informou que as famílias vivem numa área de 277 hectares, onde tem muita plantação de milho, feijão, macaxeira, inhame, batata-doce e outras culturas. “São oito famílias que somam 35 pessoas. Entre elas, quatro crianças, e se forem despejadas não têm para onde ir, nem como retirar os seus sustentos. Elas vivem do que plantam e da pesca na região e estão prontas para resistir ao despejo”, alertou o deputado.

Frei Anastácio disse ainda que esse possível despejo é fruto da conjuntura instalada no país pelo governo golpista. “Os latifundiários estão com proteção para realizar suas ações danosas. Uma prova é que a ação de despejo foi dada, há nove anos, e eles não tiveram apoio, nem coragem para enfrentar o problema, porque tínhamos no país um governo que estava ao lado dos trabalhadores”, disse deputado.

O deputado garantiu ainda que o mandato dele, o de Luiz Couto e a Comissão Pastoral da Terra (CPT), estão apoiando as famílias. “Estamos dando todo apoio presencial e jurídico a essas famílias que estão sendo injustiçadas. Não podemos admitir que pessoas que nasceram e se criaram trabalhando naquelas terras sejam retiradas sem nenhum direito”, disse.

Leia também