O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que o governo Bolsonaro está prestes a conceder o perdão de cerca R$ 40 bilhões referentes à dívidas de latifundiários e empresas exportadoras do agronegócio, com Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). “As articulações já estão sendo feitas, mesmo diante dos lucros gigantescos desse setor durante a pandemia com exportações”, disse o deputado.

O parlamentar informou que a bancada ruralista, a Frente Parlamentar Agropecuária, com ajuda da ministra da agricultura estão juntos nessa investida, para cobrar de Bolsonaro o que ele prometeu na campanha. “Bolsonaro desde que era deputado, sempre defendeu o não pagamento dessa dívida bilionária. Como ele é um presidente que massacra os pequenos e protege os poderosos, não hesitará em atender ao pedido. Mas, nossa bancada está pronta para lutar contra mais esse absurdo”, prometeu.

O congressista ressaltou que durante a pandemia, esse setor já recebeu muita atenção do governo. Entre as benesses estão facilidade de acesso a crédito, financiamento de dívidas não previdenciárias, desoneração nas contribuições relativas à seguridade social e em taxas de cartório.

 “Enquanto isso, Bolsonaro reduziu em 95% o orçamento para compra de produtos através do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA) e vetou a lei Assis Carvalho, que concede auxílio emergencial para os agricultores familiares, que colocam mais de 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros. Nesse governo é assim: ele transfere dinheiro público para os ricos e massacra os pobres”, lamentou.

 Assessoria de Comunicação – com informações do Brasil de Fato.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here