O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que Bolsonaro  prepara mais um golpe na cultura do país, com a reforma tributária que reduz os financiamentos da Lei Rouanet em até  50% retirando incentivos fiscais para as empresas que financiam projetos culturais.

“Esse é com certeza o golpe mais cruel que o Governo poderia dar à cultura que já passa por tantos desafios e é tão desvalorizada. A ideia de Paulo Guedes e Bolsonaro é estabelecer um limite menor no montante que as empresas podem destinar à Lei Rouanet”, disse.

Frei Anastácio alertou que a queda do montante é bastante significativa. Se comparada com os valores atuais, a Lei Rouanet receberá quase  16% a menos no próximo ano e terá financiamento 50% menor em 2023.

“Se hoje, a verba é de R$ 1,4 bilhão de reais, em dois anos esse montante cairia para R$ 700 milhões, com a proposta de Bolsonaro. Um impacto gigantesco para grandes museus e orquestras e um golpe fatal para as pequenas e médias companhias. A previsão é que as companhias de menor porte não conseguirão resistir a esse corte. Infelizmente, essa tem sido a política de Bolsonaro: quando não sucateia, extingue”, lamenta.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here