O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que com os cortes de verbas feitos por Bolsonaro, na educação, 618 campi de instituições de ensino como os Centros Federais de Educação Tecnológicas (Cefets) e  escolas técnicas podem parar as atividades, no mês de setembro, por falta de condições de funcionamento.

“É inadmissível que institutos respeitados fechem as portas porque não têm dinheiro para pagar as contas de luz, água, segurança e limpeza. O golpe que Bolsonaro está dando na Educação não afeta apenas as universidades. Agora, são 618 campi espalhados pelo país vivendo real ameaça de fechamento”, comentou Frei Anastácio.

Além disso, o deputado lembra que segundo relatório da Conif (Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica) até dois mil funcionários podem ser demitidos. “É um ciclo de ataques que parece não ter fim. Além do sucateamento da Educação, ainda aumentará o número de desempregados no Brasil”, criticou.

O parlamentar lembra que o orçamento para gastos discricionários caiu 50% comparado ao ano de 2015. “Mesmo o número de alunos aumentando para cerca de 819 mil, a verba foi reduzida. Nessa conta, todo mundo sai perdendo: os alunos, os funcionários, a Ciência e a Tecnologia. Uma pena que a Educação não seja uma prioridade para esse Governo”, lamentou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here