O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que a inflação, no Governo Bolsonaro, resultará em um poder de compra menor, neste ano, para as classes mais pobres. “De acordo com estudo, o aumento no preço dos itens básicos, como alimentos, gás de cozinha e energia, vai resultar numa queda de 17,7% no consumo das famílias brasileiras da classe D e E”, disse.

O parlamentar disse que apesar de todo desastre econômico, o governo não faz nada para socorrer os mais pobres. “O que vemos são aumentos de preços, como os que entram em vigor nesta terça-feira no gás de cozinha (5,9%), gasolina (6,3%) e óleo diesel (3,7%). Isso castigará ainda mais os mais carentes, deixando pobres mais pobres e ricos mais ricos”, afirmou o deputado.

Frei Anastácio observou que em contraponto, o estudo mostra que nas famílias de classe mais alta, o poder de consumo terá um aumento de 3%. Ou seja, a desigualdade econômica favorece os mais ricos e penaliza os pobres. “Isso é resultado de uma política antidemocrática e não inclusiva”, lamentou.

Aumento da fome e da miséria

Frei Anastácio lembrou que 54% das famílias brasileiras estão incluídas nas classes mais baixas, que são as que têm renda de até R$ 2.700,00. “Muitas famílias brasileiras hoje estão vivendo no limite. O preço do arroz e do feijão, itens essenciais na mesa dos brasileiros, subiu 51% e 31% respectivamente. Sem políticas específicas para as classes mais pobres, a tendência é que a situação piore e a desigualdade social aumente cada vez mais”, disse.

O deputado destacou que o resultado da política econômica do governo Bolsonaro, agravada pela pandemia e sem plano de recuperação, já deixou o Brasil com 19 milhões de pessoas passando fome, 14 milhões de brasileiros na extrema pobreza e quase 117 milhões de pessoas sem condições de realizar as três refeições. “Esse é o Brasil no governo Bolsonaro. Uma gestão mergulhada em denúncias de favorecimentos para familiares, amigos, base política, orçamento secreto e compra de vacina com propina”, destacou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here