O deputado Federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que, no governo Bolsonaro, o orçamento do Ministério da Educação (MEC) já sofreu cortes de 62%, caindo de R$ 23,2 bilhões, em 2018, para apenas R$ 8,9 bilhões, em 2021. “Durante todo período democrático no Brasil, nunca se viu tanta brutalidade destrutiva contra a educação brasileira”, disse o deputado.

Segundo Frei Anastácio, além de contribuir com a morte de mais de 400 mil brasileiros negando a pandemia, Bolsonaro está assassinando a educação do país. “O corte acontece em um dos anos mais desafiadores para a Educação no Brasil. Como será possível resolver problemas e incentivar o ensino à distância com esse corte?”, questiona o deputado.

Frei Anastácio lembra que o corte no orçamento causará prejuízos no Programa Nacional de Livros Didáticos na educação básica, bolsas para alunos pobres na graduação, investimento e manutenção das instituições federais de ensino, como as universidades.

O parlamentar lembra ainda que Bolsonaro não pode dizer que esses cortes são culpa da pandemia, já que desde 2019 o orçamento vem sendo cortado. “O projeto de Bolsonaro é sucatear a educação pública do país, para provocar a privatização. Em 2018, antes de Bolsonaro assumir, o orçamento foi R$ 23 bilhões. Em 2019, primeiro ano de Bolsonaro na presidência, já houve uma redução para R$ 19,9 bi. Em 2020, caiu para R$ 17,3 bi e este ano, ele fez mais esse corte de quase 50%, em relação ao ano passado. A Educação brasileira está sendo assassinada por esse governo genocida”, lamentou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here