O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) manifestou total apoio ao Dia Nacional de Protestos e Paralisações, realizado nesta quarta-feira (18), contra Bolsonaro, a reforma administrativa que acaba com o serviço público e a Medida Provisória 1045 que extingue direitos trabalhistas no Brasil. 

“É um dia nacional de lutas mais do que justas, pela preservação de direitos adquiridos, em defesa do serviço público e do Fora Bolsonaro. Esse presidente genocida está entregando o Brasil ao capital privado, quer acabar com o serviço público, demoniza o servidor público e ataca a classe trabalhadora do setor privado com a extinção de direitos”, disse o deputado.

O parlamentar adverte que além desses ataques cruéis, Bolsonaro vive ameaçando à democracia constantemente. “Ele ensaia e tenta avançar na proposta de um golpe no país. Isso está claro inclusive para mais de 57,6% da população, conforme pesquisa divulgada esta semana pelo Instituto Opinião. Mas, o povo brasileiro não aceita mais isso. A pesquisa mostra também que 74,5% da população querem o regime democrático no Brasil”, informou.

Autoritarismo

Frei Anastácio afirma que mesmo com todo combate do judiciário, Bolsonaro já avançou muito em sua gestão autoritária. “Ele avança nas privatizações, criou orçamento secreto para comprar apoio de parlamentares, decretou sigilo de cem anos para um simples cartão de vacinação, sigilo centenário também para entrada dos filhos no palácio, processo da Covaxin e até nos gastos com cartão corporativo. Só este ano, ele estourou R$5,8 milhões e ninguém sabe em que ele gastou, porque as despesas estão em sigilo. Esse é o maior gasto no cartão, em toda história. É um presidente que age como se o Brasil fosse dele”, criticou.

O parlamentar alertou ainda que é preciso a união dos servidores públicos e de toda sociedade, para tentar barrar essas reformas, projetos, PECs e Medias Provisórias que Bolsonaro levou para o Congresso. “Só com a união de todos e todas poderemos barrar essa destruição dos direitos da classe trabalhadora e do serviço público no Brasil”, afirmou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here