O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) se solidarizou com o protesto dos servidores do Ibama, em todo o Brasil, contra as medidas  impostas pelo Governo Federal para dificultar a fiscalização e multa de infratores, que avançam na destruição do meio ambiente. “O governo atua contra o Ibama, para proteger os infratores”, disse o deputado.

 O parlamentar  afirmou que “os 400 servidores do Ibama que assinaram uma carta aberta nesta semana, denunciando a situação, têm todo meu apoio. Os funcionários estão protestando, de forma justa, contra  medidas absurdas impostas pelo Ministério do Meio Ambiente”, informou. 

O parlamentar explicou que o Governo Federal, simplesmente, retirou toda autonomia de atuação dos fiscais do Ibama. “Foi definido que toda infração aplicada por um fiscal deverá ser aprovada por um superior, que vai decidir se a multa deve ser  aplicada ou não. Isso dificulta todo trabalho de investigações de infrações ambientais. É uma forma que o governo adotou para proteger seus apaniguados”, disse.

Cobrança internacional

Frei Anastácio lembrou ainda que o Brasil tem sido cobrado internacionalmente para se comprometer mais com a causa ambiental, mas às vésperas da Cúpula de Líderes sobre o Clima, convocada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a cobrança só tem aumentado.

“O desmatamento na Amazônia aumentou 216% no mês de março se comparado ao mês de março de 2020. Organizações e ambientalistas estão pedindo a saída do Ministro Ricardo Salles, que é investigado por dificultar investigação sobre madeiras ilegais. O Brasil tem passado vergonha internacional no combate à pandemia e agora no combate ao desmatamento e emissão de gases de efeito estufa”, lamentou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here