Frei Anastácio apresenta voto de aplauso ao Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil

Incra-PB-154

A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou voto de aplauso, apresentado pelo deputado estadual Frei Anastácio (PT), pelos 23 anos de criação do Grupo de Operações Especiais (GOE), e pelo trabalho desenvolvido pelos delegados e agentes da Polícia Civil no bom cumprimento do dever de proteger a sociedade paraibana.

“O GOE merece todo nosso respeito e admiração pelo ótimo trabalho que vem realizando. Esse voto de aplauso é uma forma de alertar as autoridades que esses policiais precisam de apoio e, ao mesmo tempo, mostrar para a sociedade que temos policiais preparados e dedicados ao seu trabalho”, destacou Frei Anastácio.

              Segundo o parlamentar, “esses policiais civis enfrentam no dia a dia, bandidos perigosos, organizações de alta periculosidade, sequestradores, assaltantes, ladrões de carros, assassinos, entre outras situações, que merecem nosso reconhecimento e todo o respeito. Eles arriscam a vida todos os dias para defender a sociedade. O nosso mandato, por exemplo, já presenciou e acompanhou vários casos, aparentemente, impossíveis de solução que foram resolvidos pelo GOE. Dessa forma, esse voto de aplauso é para todos os delegados e agentes que labutam no dia a dia para proteger os cidadãos e cidadãs do nosso estado”, disse o deputado.

Criação do GOE

Criado em 1995 no Estado da Paraíba, o Grupo de Operações Especiais surgiu com objetivo de atuar em situações excepcionais. No ano de 2005 foi realizado o primeiro Curso de Operações Táticas Especiais – COTE –  para selecionar, treinar e capacitar os policiais para atuarem em situações de risco, credenciando o GOE como o grupo tático da PCPB. O segundo e terceiro COTE foram realizados em 2007 e 2013 respectivamente.

                O Grupo de Operações Especiais integra a Polícia Civil e está diretamente subordinado à Delegacia Geral. O GOE é uma unidade especializada de apoio operacional para pronto emprego nas situações em que as demais unidades policiais necessitem de reforços e, especialmente, nas investigações em que o Delegado Geral designa o GOE para atuar em caráter especial.

                 O GOE realiza treinamentos constantes na Academia de Polícia (Acadepol) para capacitação de seus integrantes. Ao longo de seus 23 anos, tem atuado em operações especiais de combate à corrupção, sequestro, enfrentamento de organizações criminosas, tendo como vocação a atuação em flagrante através do franco enfrentamento à criminalidade violenta.

              Atualmente integram o GOE, policiais civis preparados, vocacionados e dedicados à defesa da sociedade paraibana. “A sociedade paraibana muitas vezes nem tem conhecimento de muitos casos resolvidos pelo GOE. Mas, praticamente todos os dias esses guerreiros resolvem situações difíceis em prol da sociedade”, afirmou.

 

Leia também