Foto: Lula Marques

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) assinou, junto com  outros parlamentares do PT, PSOL, PSB, PDT e PCdoB, uma carta direcionada à Organização Mundial do Comércio pedindo que a patente de vacinas e medicamentos contra a Covid-19 seja quebrada, para que mais pessoas tenham acesso à imunização e tratamentos.

“Se depender do Governo Bolsonaro, o Brasil só vacinará todos os habitantes em 2022 e a previsão é que alguns países só consigam imunizar uma parcela razoável da população em 2023. Por isso, entendemos que seja urgente a quebra de patente para acelerar o combate à pandemia”, disse.

A carta assinada pelo parlamentar lembra ainda que o Brasil já foi modelo no quesito de administração da saúde pública e que Bolsonaro tem colocado essa fama por água abaixo.

“Bolsonaro tem encarado a pandemia de forma desastrosa. Ele agora se declara contra a proposta que sugere a quebra de patentes feita pela Índia e pela África do Sul. Não podemos depender apenas dele para falar por todos os brasileiros e brasileiras que anseiam pelo fim da pandemia. Por isso, resolvemos apelar à OMC, pois entendemos que todo o mundo está em perigo, caso alguns países não erradiquem o coronavírus”, comentou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here