Frei Anastácio cobra abastecimento de água para Massaranduba e Pocinhos

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) voltou a criticar o governo do estado, pela falta de água em Massaranduba e Pocinhos. Em Massaranduba, segundo ele, existe água armazenada para abastecer a cidade, mas por falta de 500 metros de adutora a população está sofrendo.

“O povo de Massaranduba já fez protestos, esteve na Cagepa e houve promessa da direção da companhia de que a obra iria ser feita. O governador também esteve lá, assinou é até ordem de serviço e nada foi feita. O povo vai entrar mais um ano novo sem água ‘navegando nas promessas do governador”. “Isso é lastimável”, afirmou o deputado.

Frei Anastácio relatou que em Pocinhos, existe uma situação parecida. Segundo ele, a cidade está com as ruas esburacadas para instalação do serviço de saneamento de água, mas com ninguém trabalhando. “O povo da cidade está sem entender o que aconteceu. Não basta só assinar ordens de serviço, como está sendo feito. É preciso ter compromisso com o povo”, disse o deputado.

Orçamento do governo

O petista também falou sobre a lei orçamentária, que está para ser votada na Assembleia Legislativa. Ele chamou a atenção para a redução no orçamento, feita pelo governador, nos recursos destinados a várias áreas prioritárias a exemplo da educação, segurança, habitação, UEPB e meio ambiente. “Enquanto o governador reduz recursos para essas áreas, prioriza a comunicação com um gordo orçamento de R$ 50 milhões”, disse o deputado.

Segurança pública

A previsão de gastos com segurança pública, por exemplo, apresentou uma redução significativa de 18,49%. Isso é inaceitável, diante de um estado que está mergulhado na violência.

Cultura e habitação

Para a área de cultura, a redução no orçamento chega a 38%. Na habitação, o governo com certeza irá deixar de construir muita casa para quem precisa. Inacreditavelmente, a redução no orçamento é de 35,70%;

Meio ambiente e saneamento

Na gestão ambiental, o governador fez vista grossa aos problemas e diminuiu em 16,10%, o orçamento para essa área; Mas, não para por ai. O saneamento básico também sofreu redução de 14,44%;

Secretaria da mulher

A Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, também foi atingida  pela guilhotina com uma queda de 25,08% no orçamento para 2014.

Defensoria Pública

Outro caso grave é o da Defensoria Pública do estado. Além de tentar retirar a autonomia da defensoria, o governador fez um corte de 18,25%, no orçamento. O governador enviou a matéria para a Assembleia, como se a defensoria fosse uma secretaria do Poder Executivo.

O orçamento proposto pelo governador ficou em torno de R$ 55 milhões, uma diminuição de R$ 16 milhões. Foi justamente sobre isso que o Supremo Tribunal de Justiça agiu e concedeu liminar para impedir essa ação unilateral.

Polícia militar

O governador do estado também irá desprestigiar a Policia Militar do Estado da Paraíba. No orçamento para 2014, a redução no orçamento destinado a briosa polícia sofreu um corte de 9,41%.

Leia também