Frei Anastácio cobra atenção para violência contra mulheres, crianças,adolescentes e policiais em conferencia da Unale

Sergipe

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Paraíba, Frei Anastácio, durante a 20ª Conferência Nacional da UNALE (20ª CNLE) – União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais-, em Aracaju/SE, cobrou mais atenção dos legislativos em relação à violência contra mulheres, crianças, adolescentes e policiais. Segundo o deputado, “os poderes legislativos precisam se engajar mais nessas frentes de lutas”, afirmou.

De acordo com o deputado, em todo o país, a grande maioria dos assassinatos atinge os adolescentes e jovens. “No caso de estupros, na Paraíba, por exemplo, mais de 65% são contra crianças e a violência também atinge as polícias civil e militar, que vem perdendo seus componentes por assassinato. Essas forças de segurança precisam de atenção especial”, destacou o parlamentar.

Em relação às mulheres,segundo o deputado, os dados oficiais mostram que em nosso país ainda existem estatísticas de que a cada três horas uma mulher é estuprada no Brasil. “Isso só nos casos que são denunciados por telefone. Mas, segundo dados do Ipea, que é o Instituto de Pesquisa Aplicada, a cada 11 minutos uma pessoa é estuprada no Brasil”,disse o deputado.

A parlamentar também participou das discussões da Frente Parlamentar Interestadual de Mobilização Nacional Pró-Criança e Adolescente (FENACRIA), na condição de representante da Assembleia Legislativa, no Conselho Estadual da Criança e Adolescente. “Dessa reunião partem ideias de projetos para que possamos criar políticas públicas que cheguem aos jovens e crianças”, explicou o deputado.

Frei Anastácio também destacou a palestra proferida, na manhã de hoje (02/6), sobre Desenvolvimento e Segurança Jurídica, pelo ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa. “O ministro emérito mostrou muita preocupação com o atual governo, que não tem base social para governar e deixou o Brasil sem credibilidade jurídica perante o mundo, justamente pela forma como chegou ao poder. Resumindo: o ex-ministro também está preocupado com o golpe à democracia” disse o deputado.

Com o tema “Rediscutindo o Brasil”, a 20ª CNLE, começou quarta (1/6) e termina nesta sexta (3),no campus da Universidade Tiradentes (Unit), em Aracaju/SE. O evento conta com mais de 1.500 participantes, entre deputados, assessores legislativos, entidades nacionais e internacionais, com representantes de diversos países.

Leia também