O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) se solidarizou com todos os funcionários dos Correios e Telégrafos, e com o povo brasileiro, diante da aprovação de urgência para votação do projeto de Lei 591/2021, na Câmara Federal, que prevê a privatização da estatal.

“Esse projeto de privatização dos Correios, em plena pandemia, é mais um golpe contra o povo e o Brasil. Ele trará desemprego, precarização do trabalho, muitas agências fechadas e serviços mais caros para a população. Reafirmo meu compromisso com os Correios e garanto que, assim como toda a bancada do PT, votarei contra a privatização da estatal”, afirmou.

O deputado destacou que toda bancada do PT foi contra  a urgência para votação do projeto que privatiza os Correios. ”Temos compromisso com o patrimônio público e com os mais de cem mil trabalhadores da empresa, que serão prejudicados com a privatização, assim como com os milhões de brasileiros que são beneficiados com os serviços dos Correios. É lamentável que em plena pandemia, a prioridade do Governo seja entregar o patrimônio público para o capital privado”, disse.

Correios dão lucro

O parlamentar disse ainda que uma alternativa para as privatizações seria tentar resgatar a função social das empresas estatais para alavancar a economia. “Os Correios lucraram R$ 1,5 bilhão em 2020. Não há nada que justifique essa iniciativa do Governo, além da dilapidação do patrimônio público empreendida no Brasil, pelo governo Bolsonaro”, justificou o deputado.

Frei Anastácio lembrou ainda que apresentou projeto de lei na tentativa de evitar que grandes estatais sejam privatizadas. “O PL 4557/2020 define que antes da privatização de empresas públicas, o Governo possa apresentar uma justificativa específica, faça consulta pública, crie uma lei específica, além de referendo e licitação”, comentou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here