Frei Anastácio critica deputados que falaram mal dos manifestantes na Assembleia

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) reagiu ao que os parlamentares falaram, na Assembleia Legislativa, contra as manifestações do povo nas galerias do Poder Legislativo, durante a sessão itinerante da Câmara Federal. “Estou deveras impressionado com a posição que alguns deputados tomaram, no plenário da Assembleia, contra a manifestação do povo. Qualquer manifestação que venha do povo deve ser respeitada. As pessoas que foram à Assembleia são cidadãos e cidadãs que estão insatisfeitos com várias posições e decisões tomadas pela classe política, sobretudo, na esfera federal. Não concordo, em nada com que os deputados falaram contra o povo que foi às galerias da Assembleia”, disse o deputado.

Frei Anastácio afirmou que “respeita e jamais falaria mal dos manifestantes que foram à Assembleia, ou iria negociar para que eles deixassem as dependências do Poder Legislativo. Por essa razão me retirei da sessão itinerante da Câmara Federal, em apoio ao povo, que está no seu direito de protestar. Acho que não houve maturidade dos condutores da sessão. Faltou diálogo e respeito aos manifestantes”, disse o deputado.

O petista disse ainda que a manifestação da CUT, do movimento LGBT e Consulta Popular são contra as diversas posições tomadas contra o povo, a exemplo do projeto de Lei 4330 aprovado pela Câmara. “Não concordo com esses discursos da classe dominante que está de ouvidos fechados aos movimentos sociais. Espero que a Assembleia mude essa posição, que era a que imperava no passado. Sempre vi isso aqui, desde o início da luta pela reforma agrária na Paraíba. Hoje, assisti a muitos deputados repetirem o discurso dos repressores do passado. Mas, acredito que isso vai mudar”, afirmou o deputado.

 IMG-20150410-WA0005 IMG-20150410-WA0006 IMG-20150410-WA0007 IMG-20150410-WA0008 IMG-20150410-WA0009 IMG-20150410-WA0010 IMG-20150410-WA0011

Leia também