IMG-20191207-WA0002

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) criticou o projeto de lei que o Governo Federal enviou para Câmara acabando com a política de cotas para pessoas com deficiência ou reabilitadas, que representam 24% da população brasileira.

“Essa é uma proposta mais que mal-intencionada, pois ela acaba com os direitos da pessoa com deficiência, principalmente no mercado de trabalho”, comentou o deputado. 

De acordo com Frei Anastácio, o projeto desconfigura toda a ação afirmativa que é a reserva de cargos para pessoas com deficiência. “Isso que o Governo está fazendo é um absurdo. Até nos direitos das pessoas com deficiências deste país, o governo quer interferir”, lamentou o parlamentar.

Nos últimos três anos, a inclusão de trabalhadores com deficiência avançou: Em 2016, eram 418 mil pessoas com deficiência empregadas, já em 2018, esse número subiu para 486 mil trabalhadores formais.

“Estamos lidando com 24% da população que tem alguma deficiência. Portanto, este projeto viola a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da qual o Brasil é signatário. Não podemos deixar esse projeto prosperar”, concluiu Frei Anastácio.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here