O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) manifestou apoio ao movimento nacional que os gestores municipais de assistência social estão realizando, em defesa do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). “O SUAS não tem orçamento nem para terminar 2020, com esse governo Bolsonaro. Não podemos ficar de braços cruzados diante disso”, disse Frei Anastácio.

Frei Anastácio explicou que os gestores, em todo o país, estão sem receber recursos ordinários para os programas de assistência social, desde o mês de março. “É dinheiro que vai para assistência às mães gestantes pobres, população em situação de rua, idosos, centros de tratamento de dependentes químicos, entre outros”, explicou.

Falta de recursos

O congressista destacou que o déficit do governo com o SUAS é de R$ 2 bilhões de reais. Só em 2020, o governo deixou de repassar R$ 1,5 bilhão. Diante disso, existe o Projeto de Lei 4.292/2020, do deputado Danilo Cabral (PSB/PE), que exige ações emergenciais destinadas ao SUAS.

“Eu comunico que assinei o requerimento de votação em regime de urgência desse projeto. Solicito aos colegas parlamentares que ainda não fizeram isso, que também assinem o requerimento. O Sistema Único de Assistência Social pede socorro. E reafirmo: podem contar comigo”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here