IMG-20190313-WA0014_1

O deputado federal Frei Anastácio (PT) enviou ofício ao Ministério da Agricultura solicitando providências, urgentes, para resolver os problemas existentes na superintendência Regional do Incra na Paraíba, que se encontra com grande parte de sua estrutura sob interdição do Ministério Público do Trabalho, além de ter um pedido de intervenção administrativa por parte dos servidores.

“A situação do Incra da Paraíba é muito preocupante. O ministro da agricultura tem que se manifestar com urgência para resolver os problemas que se instalaram na autarquia. Eu nunca vi uma crise tão grande nesse órgão, em nosso estado”, disse o deputado    , que denunciou o fato na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal.

Frei Anastácio relatou que a intervenção administrativa solicitada pelos servidores, foi decidida em Assembleia Geral, realizada no dia 14 de março deste ano, onde ficou decidido que o Ministério deve intervir na administração da autarquia, diante de várias irregularidades apontadas por eles.

“Entre os motivos do pedido de intervenção, por parte dos servidores, eles elencaram “o clima de animosidade que já ocorria na Superintendência e que se acirrou após a interdição; total falta de gestão e controle no uso indevido e inadequado dos equipamentos e veículos da Superintendência, com grande parte da frota sem condições satisfatórias de uso; licenciamento atrasado e gastos com combustíveis em atividades não relacionadas aos trabalhos do Incra”, disse o deputado.

Além disso, os servidores destacaram que está em curso uma  investigação, por parte da Polícia Federal, por supostas irregularidades ocorridas na contratação de empresas para prestação de serviços de apoio administrativo. Inclusive, eles destacam que houve até operação deflagrada em agosto de 2018, com mandados de busca e apreensão na sede da Superintendência e nas residências do superintendente e de outros chefes da gestão.

“Esse assunto foi amplamente divulgado pela imprensa da Paraíba e, segundo os servidores, constrange todos eles e macula a imagem da instituição perante a sociedade paraibana. Diante dos fatos, estou solicitando providências urgentes do Ministério da Agricultura, em respeito ao servidores do Incra, que desenvolvem um trabalho muito importante, aos assentados da reforma agrária, além dos agricultores familiares que precisam dos serviços da instituição”, destacou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your name here

Please enter your comment!