O deputado federal Frei Anastácio disse que Bolsonaro construiu mais um motivo de impeachment, com o escândalo do “bolsolão”, ao destinar R$ 3 bilhões do orçamento da União para cooptar apoio de parlamentares, no Congresso Nacional, sem que esse valor fosse oficializado. “Essa denúncia feita por toda mídia é muito séria. É mais um motivo de impeachment”, disse o deputado.

Frei Anastácio acrescentou que Bolsonaro diz que o Brasil está quebrado, e que não pode fazer nada quando é para ajudar o povo que passa fome. “Quando se trata de conceder o auxílio emergencial de R$ 600 para quem precisa matar a fome, Bolsonaro diz que não tem dinheiro. Mas, para “comprar” apoio ele consegue bilhões. Isso é corrupção descarada com o dinheiro público”, disse.

O parlamentar disse que Bolsonaro governa como se fosse o dono do Brasil. “Ele esconde bilhões para comprar apoio de parlamentares, se recusou a comprar vacina, não aplica o orçamento destinado ao combate da pandemia, indica remédios não indicados para tratamento da Covid, promove aglomeração e ainda zomba das pessoas que morrem sufocadas pela falta de oxigênio. Todo brasileiro sabe que ele é o culpado pela grande maioria das mais de 420 mil mortes pela Covid-19. Portanto, não faltam motivos para o impeachment dele”, disse.

Governo em proveito próprio

O parlamentar citou ainda a Portaria 4.975, editada por Bolsonaro em proveito próprio.  “Em plena pandemia, Bolsonaro editou essa portaria vergonhosa que permite aumentar seus vencimentos e do vice-presidente, acima do teto constitucional. Com essa medida, eles podem receber vencimentos acima de R$ 39,2 por mês. Só este ano, essa portaria terá impacto de R$ 181,32 milhões nos cofres públicos, porque Bolsonaro também incluiu militares da reserva e pensionistas. É uma vergonha”, afirmou o deputado.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here