O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) afirmou que Bolsonaro deu mais um golpe contra pessoas doentes ao vetar a lei, aprovada pelo Congresso Nacional, que obrigava planos de saúde a fornecer remédios de via oral para pacientes com câncer tomarem em casa. “Depois de suspender contratos que possibilitavam a fabricação de 19 medicamentos para Câncer, diabetes e outras doenças, Bolsonaro deu mais esse golpe contra quem está lutando pela vida”, disse o deputado.

A Lei 6.330/2019 aprovada pelo Congresso determinava que os planos de saúde fornecessem os remédios de uso oral para o tratamento de câncer em até 48 horas após a prescrição. “Mas, estabelecia que os remédios só poderiam ser doados se fossem registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), uma forma de controle de toda logística. A lei estendia ainda o benefício de tratamentos radioterápicos e de hemoterapia. 

“O Congresso fez sua parte. Bolsonaro é que não tem coração nem sensibilidade para com essas pessoas que tanto precisam de atenção e dependem dos medicamentos para sobreviver. Além disso, numa crise como a que vivemos, provocada pela pandemia, que foi agravada pelo negacionismo de Bolsonaro, as pessoas estão sem condições de comprar os remédios. Bolsonaro fez  isso só para agradar aos planos de saúde, mesmo sabendo que está colocando em risco a vida de milhões de pessoas”, lamentou.

O parlamentar relatou que o veto deve ser publicado no Diário Oficial da União nos próximos dias. “Quando esse veto voltar para análise do Congresso, eu serei o primeiro a votar pela derrubada dele. Espero que assim como o Congresso aprovou o projeto, também derrube o veto de Bolsonaro, em nome das pessoas que dependem desse tratamento para viver. É triste ver que o Brasil tem um presidente que age para agradar ao capital, mesmo que coloque em risco a vida dos cidadãos e cidadãs”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here