O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse que a cada dia estão aparecendo mais crimes de Bolsonaro, em relação à pandemia, a exemplo do desvio de R$ 52 milhões, que deveriam ser usados para campanha de conscientização sobre o combate ao coronavírus, mas foram desviados para divulgação de ações do governo.

“A denúncia que foi trazida pelo jornal Folha de São Paulo, no final de semana, é mais uma sobre os muitos crimes cometidos por Bolsonaro que precisam de punição. Cada ação negativa desse presidente genocida trouxe e traz consequências para a vida dos brasileiros”, disse o deputado.

Segundo a denúncia, o governo desviou os R$ 52 milhões da campanha de combate ao coronavírus, no ano passado. O dinheiro havia sido destinado para esse fim através da Medida Provisória 942, de abril de 2020. Essa MP abriu crédito extraordinário para enfrentamento da pandemia, dentro do chamado orçamento de guerra, uma modalidade criada para atender despesas urgentes.

Vergonha e morte

“É assim que esse governo sempre tratou a pandemia: com desinformação e deboche. No final de semana, em mais um passeio de moto, em São Paulo, mais uma vez se viu isso. O presidente da nação estava lá, em plena pandemia, sem máscara, fazendo xingamento ao governador de São Paulo. Ajudou até a comandar um coro com palavras de baixo calão. Isso é uma vergonha para a nação brasileira que está de luto e com vergonha do presidente que tem”, afirmou.

O parlamentar lembrou ainda que muitos outros crimes cometidos por Bolsonaro na pandemia, já estão também denunciados em documentos que estão em poder da CPI da Covid no Senado. “Até o dia de ontem (14), o Brasil já estava com mais de 488 mil mortes por covid. O grande responsável pela maioria dessas mortes é Bolsonaro. Se ele tivesse comprado a vacina no tempo certo e não continuasse negando e debochando da pandemia, o cenário seria outro bem diferente”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here