O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) lamentou que, mais um ano, as festas juninas foram interrompidas no Brasil, principalmente no Nordeste, pela pandemia agravada pela negligência do Governo Federal. “Se Bolsonaro tivesse tomado as medidas cabíveis e não recusasse comprar vacina, ontem e hoje, por exemplo, o São João estaria sendo comemorado”, disse o deputado.

Frei Anastácio destacou que em vez de comemorar o São João e outras datas festivas em junho, o povo brasileiro tenta escapar da pandemia, da fome e da miséria e chora a morte de mais de 500 mil brasileiros e brasileiras.  “Por causa do negacionismo desse governo genocida, uma das festas mais alegres do Brasil, o São João, foi silenciada pelo luto”, lamentou.

Número de mortes poderia ser menor

O parlamentar enfatiza que “famílias, filhos, filhas, amigos e parentes estão chorando as perdas de seus entes queridos. A todos e todas transmito a minha solidariedade, nessa data que deveria ser de festa, alegria, comemoração e celebração a São João Batista, que nasceu com o propósito de anunciar a vinda de Jesus ao mundo”, explicou.

Frei Anastácio relatou ainda que “especialistas apontam que se o governo federal tivesse tomado providências, em relação à pandemia, mais de 400 mil pessoas não teriam morrido. Mas, infelizmente, Bolsonaro incentiva e empurra a população para a morte com suas ações genocidas”, afirmou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here