O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) acusou o governo federal de  mais um ataque ao povo brasileiro, com o corte de R$ 44 bilhões na saúde, no orçamento para o próximo ano. “É inadmissível que isso aconteça, num ano em que a saúde estará muito fragilizada pela pandemia. Isso mostra que Bolsonaro e Paulo Guedes nunca estiveram preocupados com a saúde do povo brasileiro”, disse o deputado.

 Frei Anastácio disse que o Congresso Nacional tem que corrigir esse absurdo do orçamento que Bolsonaro enviou. “Não é admissível que em plena pandemia, o governo faça corte de R$ 44 bilhões no orçamento para a saúde. Eles cortaram recursos da saúde no ano passado, e repetem esse mesmo ataque contra o povo. Para Bolsonaro, não morreu ninguém e o país está muito bem. É um comportamento de genocida”, acusou.

Ataque ao salário mínimo

O parlamentar apontou que “é assim que Bolsonaro defende as cores da bandeira, sem olhar para a nação. No orçamento para o próximo ano, Bolsonaro também não prevê nenhum recurso para combater a pandemia, nem para recuperação da economia”, advertiu.

Frei Anastácio também criticou o fato do governo não conceder nenhum ganho real para o salário mínimo no próximo ano. “Desde que assumiu o governo, essa tem sido a política de Bolsonaro contra o povo. Esse governo está acabando com a política de valorização do salário mínimo, que foi implantada pelo governo Lula. Uma política que deu ganho real de 74% no salário mínimo, de 2004 a 2016, no governo do Partido dos Trabalhadores”, relatou.

Calote com o Renda Brasil

O deputado também alertou que “Bolsonaro também vai dar calote no Bolsa Família, programa criado pelo PT, e que ele mudou o nome para Renda Brasil. Bolsonaro anunciou que iria aumentar o valor do benefício. Mas, o orçamento para 2022, é o mesmo do ano passado”, disse. 

O petista destaca que, dessa forma, para dar aumento, Bolsonaro terá que diminuir o número de famílias atendidas. “É esse o presidente que ainda tem coragem de dizer que trabalha para o povo. Mas, o brasileiro e a brasileira de bem e conscientes estão de olho nesses desastres e falta de respeito para com o povo”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here