O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) acusou Bolsonaro de  excluir do programa Casa Verde e Amarela,  42% de famílias brasileiras que precisam de moradia.  Segundo ele, o programa é um genérico do  Minha Casa Minha Vida criado pelo governo do PT.

O deputado explicou que o governo excluiu do programa as famílias que estavam aptas na Faixa 1, do Minha Casa Minha Vida, responsável por subsidiar casas com prestações que não excediam 10% da renda das famílias com até R$ 1.800. 

“De acordo com um estudo da Abrainc são exatamente estas famílias da Faixa 1 que mais precisam de uma política habitacional. Mais uma vez o Governo tira de quem mais precisa. No governo do PT, o Minha Casa Minha Vida, além de facilitar a prestação, ainda concedia empréstimo para compra de móveis”, lamentou.

Informações do jornal O Globo mostram que, no total, faltam 7,78 milhões de lares no país para pessoas em moradia precária ou que gastam com aluguel mais que 30% do que ganham.

“O orçamento para as famílias mais vulneráveis já estava praticamente zerado. Infelizmente, agora, o Governo dá sua cartada final e mostra que não tem um plano eficaz para a população e para avançar com a política habitacional do nosso país”, concluiu o parlamentar.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here