WhatsApp Image 2020-04-23 at 10.54.23 (1)

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) afirmou que as confissões do ex-procurador chefe da Operação Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, em entrevista à jornalista Renata Lo Prete, no programa Globo News Painel, são mais provas para anulação dos processos contra Lula e das eleições de 2018.

O deputado relatou que Carlos Fernando foi claro ao confessar que muitos dentro da Lava Jato fizeram campanha para Bolsonaro. “O que nós do PT denunciamos, desde o início dos processos contra Lula, está confirmado. Tudo foi feito para retirar Lula das eleições de 2018, porque eles sabiam que ele venceria o pleito. Moro arquitetou tudo e manipulou a justiça para condenar Lula apenas por suposições. Ele foi o mentor de tudo”, explicou.

O parlamentar ressaltou que essas confissões do ex-procurador chefe da Lava Jato serão incluídas no processo já existente no Supremo Tribunal Federal (STF), impetrado pela defesa de Lula. “A defesa pede a suspeição de todos os procuradores da Lava Jato, que agiram de forma orquestrada para condenar Lula. Com as declarações do ex-chefe da Lava tudo isso fica confirmado”, afirmou.

Novas eleições

O deputado informou que no processo da defesa de Lula, já está detalhado que “houve desprezo às provas de inocência, além de parcial e interessada condução do feito”, além do “aniquilamento da garantia constitucional da presunção de inocência por diversos atos que envolveram desde investidas contra pessoas para incriminar o Paciente, a realização da “Coletiva do PowerPoint”, até a realização de diversas entrevistas durante o processo que colocaram o Paciente na condição de culpado”.

“Esperamos que o STF faça justiça e anule os processos de condenação de Lula, bem como as eleições de 2018. Com isso, o Brasil teria novas eleições e o povo elegeria um presidente pela vontade livre e democrática”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here