O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) lamentou a privatização de mais 22 aeroportos, que deverão entrar em leilão nesta quarta-feira (7), dentro do projeto de privatização do Governo Bolsonaro, que segue a todo vapor mesmo em meio à pandemia. “Bolsonaro deveria estar preocupado com a vacina para toda população, não em projeto de privatização”, disse o deputado.

Frei Anastácio enfatiza que enquanto o Brasil lamenta mais de 325 mil mortos pela Covid-19, Bolsonaro ignora a pandemia e segue com seu projeto de entregar o patrimônio público ao capital privado. “Bolsonaro mostra, mais uma vez, sua total falta de sensibilidade com o atual momento pelo qual passa o Brasil, ao priorizar privatizações. Em vez de privatizar, ele deveria está comprando mais vacinas e adotando políticas de fortalecimento e valorização dos aeroportos para gerar mais empregos e renda”, disse.

 O parlamentar ressalta que não é o momento para esse tipo de projeto. “Estamos vivendo um dos momentos mais delicados da história do Brasil. A crise atinge todos os setores e a prioridade deveria ser a garantia de vacina para todos e todas. Só assim, em outro momento, poderíamos discutir as privatizações e questionar as consequências que elas trariam para a população em geral. Hoje, nossa luta deve ser por vacina”, concluiu. 

Aeroportos que deverão ser privatizados 

Os aeroportos serão divididos em blocos Sul, Norte e Central. O Sul é formado por nove aeroportos, puxado por Curitiba. Sete compõem o bloco Norte, incluindo Manaus, Porto Velho, Boa Vista e Rio Branco. E outros seis formam o bloco Central, entre eles Goiânia, Palmas, São Luís e Teresina.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here