O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse que enquanto o presidente Bolsonaro mente para o mundo, ao afirmar que o desmatamento ilegal está sob controle, a floresta  amazônica teve o maior avanço nas queimadas desde 2015. “O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inep) revelou que a Amazônia Legal teve 876,6 km² destruídos pelo fogo, enquanto Bolsonaro divulgava fake news para o mundo”, disse o deputado.

O parlamentar destacou que os números assustadores foram divulgados justamente no mesmo período de encerramento da COP26, que foi a Conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, na Escôcia. “Durante o encontro, Bolsonaro divulgou que o Brasil iria acabar com o desmatamento ilegal na Amazônia, até 2028. Enquanto isso, o fogo avançava com aumento de 5%,em relação a outubro do ano passado”, frisou.

Avanço de 9,5% no desmatamento

Frei Anastácio informou que no acumulado de janeiro a outubro deste ano, a floresta já sofreu uma baixa de 7.892 Km² de desmatamento. “Os estudos mostram que de 2019, quando Bolsonaro assumiu o poder, até o ano passado, o desmatamento avançou 9,5%. É um governo que faz de tudo para facilitar o avanço do agronegócio e a ação de madeireiros e garimpeiros ilegais, que invadem até as terras indígenas”, afirmou.

O congressista destacou que um grupo de 200 cientistas já alertou que o desmatamento na Amazônia é muito grave. “Os cientistas apontam que é preciso frear o desmatamento, para que a estabilidade da floresta não seja comprometida. Mas, o que a gente assiste no Brasil, é o governo acabar com os mecanismos de fiscalização e cortando orçamento dos órgãos ambientais. Além disso, o que o governo faz é divulgar mentiras e promessas falsas”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here