O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) afirmou que a falta de competência para governar o Brasil, além da inexistência de vontade para ajudar o povo que sofre, fazem com que o governo Bolsonaro deixe parada nos cofres públicos a quantia de R$ 29,6 bilhões. 

“Uma parte desse dinheiro era para comprar vacina e a maior parte simplesmente está represada nos ministérios, enquanto o povo corre atrás de carros de lixo em busca de alimentos nas ruas do país. Cenas chocam o mundo e se repetem em maior número, diante do aumento da fome e da miséria que vieram com o governo Bolsonaro”, disse o deputado.

O parlamentar explicou que o valor de R$ 2,3 bilhões do dinheiro parado, era para comprar a vacina indiana Covaxin. “Essa fortuna já estava separada para pagar a vacina com superfaturamento de $1 dólar. Com as denúncias, o empenho que já havia sido feito foi cancelado. Mas, o governo deveria ter usado os recursos para adquirir outros produtos no combate à pandemia. Infelizmente não tomou nenhuma atitude e o dinheiro está parado”, relatou.

Mais de R$ 27 bi nos ministérios

Em relação ao restante da quantia parada no valor de R$ 27,3 bilhões, Frei Anastácio disse que são recursos que estão nos ministérios porque o Governo não tem plano, nem projetos para o país. “É um verdadeiro absurdo. Enquanto o povo passa fome e perde emprego, o governo Bolsonaro deixa  R$ 29,6 bilhões parados nos ministérios e ainda diz que não o país não tem dinheiro. Os dados são do próprio Tesouro nacional”, reforçou o deputado.

O parlamentar lembrou que enquanto deixa dinheiro parado, Bolsonaro veta ajuda para a agricultura familiar, para internet nas escolas, corta orçamento para a ciência e tecnologia, saúde, educação, programas sociais, Reforma Agrária e veta até projeto para combater a pobreza menstrual. “Ele só está preocupado com banqueiros, agronegócio e os ricos do país. Para a pobreza, só tem mentiras através das fake news”, afirmou.

 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here