O deputado federal Frei Anastácio criticou o Ministério da Economia pelas propostas feitas ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), que fazem parte de um pacote antiambiental com mais ataques ao meio ambiente, como vem acontecendo desde que Bolsonaro assumiu o governo.

“As propostas de Paulo Guedes propondo facilitar as regras do MMA, trarão grandes prejuízos ambientais. Ele quer licenciamento automático e permissão para aumentar limite do corte de vegetação. Paulo Guedes quer abrir ainda mais as porteiras para a destruição do meio ambiente”, alerta o deputado.

O parlamentar explica que as regras vigentes demoram a serem analisadas, pois o processo inclui estudar o impacto que essas ações causarão ao Meio Ambiente. “Agora o Ministério da Economia propõe mudanças pensando apenas no fator econômico. Pelas propostas, quanto menos tempo as permissões demoram para serem avaliadas, mais lucro. O que Paulo Guedes não está preocupado é no impacto ambiental que isso causará”, comentou.

Frei Anastácio diz que para o ministro da Economia, todo o processo atual exigido pelo MMA, para proteger a natureza, trata-se de burocracia estrutural que impede a Economia de crescer. “Criar um plano para estimular a Economia é válido, o que não se pode é botar a conta negativa para o Meio Ambiente. Não é admissível colocar os lucros acima da proteção ambiental, pois os prejuízos podem ser irreversíveis”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here