47148552651_7b1bdbeda4_o

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) afirmou, hoje (07), que o Governo já está fazendo artimanhas financeiras ilegais, no “toma lá da cá”, para garantir que a Reforma da Previdência seja aprovada em troca de emendas parlamentares. “Se o governo não tivesse aberto os cofres do planalto, a reforma não teria sido aprovada”, disse o deputado.

“Ontem, dia de votação da reforma em segundo turno, havia diversos deputados na Câmara, mas pouquíssimos na sessão. Mas, isso durou só até o Governo Federal sinalizar uma proposta financeira generosa. E o mais engraçado foi  que quando o governo anunciou que estava enviando ao Congresso pedido de autorização para crédito extra, de cerca de R$ 3 bilhões, a sessão encheu de gente”, relatou Frei Anastácio.

De acordo com o parlamentar, foram articulados todos os trâmites, para burlar oito sessões para apressar a votação da PEC da Reforma da Previdência em segundo turno. “Essas artimanhas para aprovar a reforma da previdência estão sendo um grande golpe contra a população brasileira. O governo está usando dinheiro público para emendas parlamentares sem previsão orçamentária”, disse o deputado.

Para Frei Anastácio, esse golpe só poderia ser arquitetado com um instrumento primordial para a política do toma lá dá cá.

“Se essa reforma fosse boa para o povo, não precisaria do governo dar nada a ninguém e até a oposição votaria a favor, mas continuaremos protestando contra essa reforma que mantém privilégios e prejudica os mais pobres. O PT está de cabeça erguida e continuará defendendo os trabalhadores brasileiros”, concluiu o deputado.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your name here

Please enter your comment!