49170636606_8658aa5990_ORIGINAL

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse hoje que o Governo Bolsonaro, nem seus seguidores têm moral para cobrar justiça contra ninguém neste país, diante do que está acontecendo com Queiroz, assessor de Flávio, filho do presidente, que foi denunciado de movimentar muito dinheiro em sua conta e nada foi feito para que ele fosse investigado. “Já completou um ano de impunidade”, disse o deputado.

“Completou um ano do “sumiço” de Queiroz e nada é feito pela justiça, nem pelo ministro Sérgio Moro para investigar as denúncias de que o motorista do clã era o tesoureiro do mandato de Flávio Bolsonaro e movimentou milhões, além do famoso cheque passado para a primeira dama do país”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar relata que o governo, através do Ministro Sérgio Moro, fez e continua criando barreiras, além “cortinas de fumaça”, para tentar esconder o escândalo, que se for investigado abalará o clã Bolsonaro. “Queiroz com certeza é uma fonte que guarda muitos segredos da família Bolsonaro. Se o governo não tivesse “rabo preso”, já teria deixado a justiça investigar toda vida do Queiroz. Mas, em vez disso, eles já escondem o homem há um ano e tentam de todas as maneiras fazer a opinião pública esquecer o caso”, afirmou o deputado.

Frei Anastácio afirma que uma investigação sobre a vida de Queiroz poderia trazer muitas outras coisas à tona sobre a vida dos Bolsonaros. “É por isso, que eles estão escondendo Queiroz. Ontem, no protesto que a bancada do PT fez na Câmara ficou claro que há algo muito grandioso em volta do Queiroz. Mesmo com todo protesto e denúncia de um ano de impunidade, nenhum deputado da base do governo fez defesa da família Bolsonaro na Câmara. Quando se fala em Queiroz, eles ficam calados e abalados”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your name here

Please enter your comment!