O deputado Federal Frei Anastácio (PT/PB) disse que o presidente Jair Bolsonaro dificultou ainda mais a vida dos agricultores familiares com os vetos ao orçamento deste ano. “Bolsonaro já havia deixado em quase zero o orçamento para a agricultura familiar este ano. Agora, com esses vetos, ele mostra que não tem nenhuma atenção a esse setor”, disse o deputado.

Frei Anastácio enfatizou que o governo criou o falso dilema de crime de responsabilidade, para atacar com os vetos, programas sociais e setores prioritários da sociedade, como saúde, educação e a agricultura familiar.

“Com isso, o governo prejudica a assistência técnica e extensão rural, a educação no campo e a consolidação de assentamentos da Reforma Agrária. Os vetos do governo penalizam também a aquisição de terras, a organização da estrutura fundiária, a Embrapa e a Conab. Só na Conab, ele cortou R$ 15 milhões. Vai deixar a companhia ainda mais sucateada. Na organização da Estrutura Fundiária Nacional, Bolsonaro também vetou R$ 15 milhões”, relatou.

O congressista destaca que “diante de tudo isso, os mais prejudicados são os agricultores familiares, que não tiveram direito nem ao auxílio emergencial, que foi negado por Bolsonaro, com o veto da Lei Assis Carvalho. Isso é um crime. É a agricultura familiar que produz mais de 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros. Mas, Bolsonaro só olha para o agronegócio”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here