Frei Anastácio diz que manifestações em Campina Grande foram um sucesso

PRINCIPAL

O deputado estadual Frei Anastácio disse que as manifestações realizadas, ontem (20), em Campina Grande, foram um sucesso. “Foi uma das maiores manifestações já realizadas na Paraíba em defesa de um governo e pela democracia. Estavam nas ruas pessoas conscientes, realizando uma manifestação com objetivos concretos visando o fortalecimento da democracia e melhorias para o nosso país buscando direito, liberdade e democracia. Não saímos às ruas para passar a “mão na cabeça” do governo. Saímos também para cobrar”, disse Frei Anastácio. Participaram das manifestações, movimentos populares, entidades de segmentos sociais, centrais sindicais, trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade de todo estado. O evento foi contra os ajustes fiscais, as ações truculentas do presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha e contra a ofensiva conservadora responsável por propagar o ódio ao governo eleito por meio do voto popular.   De acordo com o presidente reeleito da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB), Paulo Marcelo, as manifestações que a Paraíba vem realizando estão direcionadas para um único caminho, o da luta pelo estado democrático de direito frente à onda conservadora que quer atropelar as regras do sistema eleitoral brasileiro, ferindo de morte a democracia. Segundo ele, o ato do dia 20 “ foi um dos maiores atos cívicos que a Paraíba já realizou, em defesa da democracia, da liberdade e dos direitos da classe trabalhadora”, disse.   Contra o ajuste fiscal! Que os ricos paguem pela crise! A política econômica do governo joga a conta nas costas do povo. Ao invés de atacar direitos trabalhistas, cortar investimentos sociais e aumentar os juros, defendemos que o governo ajuste as contas em cima dos mais ricos, com taxação das grandes fortunas, dividendos e remessas de lucro, além de uma auditoria da dívida pública. Somos contra o aumento das tarifas de energia, água e outros serviços básicos, que inflacionam o custo de vida dos trabalhadores. Os direitos trabalhistas precisam ser assegurados: defendemos a redução da jornada de trabalho sem redução de salários e a valorização dos aposentados com uma previdência pública, universal e sem progressividade. Fora Cunha: Não às pautas conservadoras e ao ataque a direitos! Eduardo Cunha representa o retrocesso e um ataque à democracia. Transformou a Câmara dos deputados numa Casa da Intolerância e da retirada de direitos. Somos contra a pauta conservadora e antipopular imposta pelo Congresso: Terceirização, Redução da maioridade penal, Contrarreforma Política (com medidas como financiamento empresarial de campanha, restrição de participação em debates, etc.) e a Entrega do pré-sal às empresas estrangeiras. Defendemos uma Petrobrás 100% estatal. Além disso, estaremos nas ruas em defesa das liberdades: contra o racismo, a intolerância religiosa, o machismo, a LGBTfobia e a criminalização das lutas sociais. A saída é pela Esquerda, com o povo na rua, por Reformas Populares É preciso enfrentar a estrutura de desigualdades da sociedade brasileira com uma plataforma popular. Diante dos ataques, a saída será pela mobilização nas ruas, defendendo o aprofundamento da democracia e as Reformas necessárias para o Brasil: Reforma Tributária, Urbana, Agrária, Educacional, Democratização das comunicações e Reforma democrática do sistema político para acabar com a corrupção e ampliar a participação popular.

unnamed (5)11891997_867236536697666_3826041685839548368_nunnamedunnamed (4)unnamed (5)unnamed (4)unnamed (2)unnamed (1)DSC_4467DSC_4456DSC_4435DSC_4431DSC_443011891997_867236536697666_3826041685839548368_nPRINCIPAL

 

Leia também