WhatsApp Image 2020-04-09 at 11.37.56

O deputado federal Frei Anastácio afirmou que é totalmente a favor do adiamento da realização do Enem, em consequência da pandemia do Coronavírus. O parlamentar informou que é co-autor do projeto de lei 2596/2020, apresentado pela deputada Luizianne Lins (PT/CE), que determina o adiamento do Enem.

“Se o Enem for realizado em novembro, como Bolsonaro quer, milhões de estudantes, principalmente os mais pobres, serão prejudicados porque estão sem poder se preparar para as provas, em consequência do isolamento social. É mais um ataque do governo à Educação”, disse o deputado.

Frei Anastácio destacou que os prejuízos maiores serão para os estudantes de baixa renda, sobretudo os que vivem no campo, já que eles não têm acesso a equipamentos eletrônicos adequados, nem à internet de banda larga para pesquisar e receber conteúdos. “Essa posição do governo Bolsonaro de não adiar o Enem é mais um ataque contra os menos favorecidos do nosso país. É o que ele sempre faz: prejudicar os que mais precisam de atenção”, lamentou.

Coautor de projeto

O parlamentar lembrou que até as Olimpíadas de Tóquio foram adiadas por conta da pandemia. “Mas, para o governo parece que nada está acontecendo no Brasil, é como se eles vivessem em outro mundo, onde a Covid/19 não passa mesmo de uma gripezinha”, afirmou.

O Congressista enfatiza que a situação é tão preocupante, que A União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) ingressaram com ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) solicitando o adiamento do Enem. “Esse também é o meu posicionamento na Câmara, inclusive sou coautor do projeto de Lei da deputada Luizianne Lins (PT/CE), que determina o adiamanto do Enem. Manter o Enem para novembro é uma injustiça”, disse o deputado.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here