O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse que no governo Bolsonaro, o país está tão ruim que metade dos jovens entre 15 e 29 anos gostariam de deixar o Brasil. “Isso é o que revela uma pesquisa do Atlas das Juventudes e de novos estudos da Fundação Getúlio Vargas. Nesse governo, os jovens ficaram sem perspectivas de futuro”, disse o deputado.

O parlamentar relata que os jovens brasileiros, no atual governo, estão sem ver como conseguir um meio de sobreviver. “Até mesmo o sonho de ingressar na universidade pública e conseguir uma carreira profissional está virando pesadelo. Bolsonaro sucateou as universidades e mais da metade das instituições podem fechar as portas, a partir de outubro, por falta de orçamento”, informou.

 O deputado lamentou que “esse é o país que temos hoje, com o governo fascista. Jovens sem esperança de futuro, trabalhadores perdendo seus direitos, idosos sem poder se aposentar, em consequência das Reformas da Previdência e Trabalhista, fome, miséria, mortes e privatizações. Além disso, o governo quer aprovar a reforma administrativa que acaba com o serviço público e permite que ele contrate até 90 mil pessoas, sem concurso. Atualmente, o governo pode contratar até seis mil pessoas”, informou.

Projeto autoritário 

Frei Anastácio ressaltou que Bolsonaro não busca implantar projetos de desenvolvimento e fortalecimento da economia, saúde e educação porque ele não tem projeto de Brasil. “Está muito claro que o projeto de Bolsonaro é autoritário, pessoal e familiar voltado para as milícias. Bolsonaro não governa para o povo. Bolsonaro trabalha para fundar e manter uma gestão na qual ele, a família, as milícias, os militares e os apaniguados possam ser beneficiados, como já estamos vendo acontecer. O povo tem que se unir para evitar que isso aconteça”, disse o deputado.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here