Frei Anastácio diz que pré-candidatura do PT é lançada sem discussão interna

O deputado estadual Frei Anastácio, líder do PT na Assembleia, disse hoje (10) que não concorda com a forma como foi lançado o nome da advogada Nadja Palitot, como pré-candidata do PT ao governo do estado. “Não tenho nada contra o nome, e sim contra a forma como foi articulado sem discussão nem consulta às instâncias internas do partido, nem à militância”, disse o deputado.

O parlamentar disse que exige que o Diretório Estadual, instância maior do partido, seja convocado para discutir o assunto o mais rápido possível, afim rever a atual situação.

Frei Anastácio acrescentou que em toda história do PT, na Paraíba, nunca presenciou um ato semelhante.  “No PT, as decisões são tomadas com democracia, com discussão, ouvindo todas as instâncias. A forma como foi lançado o nome da pré-candidatura não está de acordo com os preceitos do PT”, destacou o deputado.

“Acho que a atuação do novo presidente do PT, Charlinton Machado, está começando muito mal. Referendar uma decisão como esta, de lançar uma pré-candidatura sem consulta às bases, à militância não condiz com que cada filiado do PT espera. Esse não é o PT que a aguerrida militância do partido quer. Essa ação se iguala às práticas dos partidos que ainda são comandados por ‘coronéis’”, disse o deputado.

O afirmou que as várias forças internas do partido estão se reunindo para debater a situação que, inclusive, pegou todos de surpresa. “Eu soube da indicação do nome de Nadja Palitot, através da imprensa. Não sei quem decidiu sobre esse lançamento, nem em que critérios se basearam para formalizar esse ato”, disse o deputado, acrescentando que toda responsabilidade recai sobre o novo presidente do Partido.

 

Leia também