Frei Anastácio diz que resolução aprovada pela Executiva Estadual do PT vai “depurar” o partido

Fotos cor nova frei

O deputado estadual Frei Anastácio elogiou a resolução aprovada pela Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), ontem à noite, (18), que proíbe aliança com PSDB, DEM, PPS, SD, PMDB, PP, PTB, PSC, PSD e PRB nas próximas eleições.

“Não podemos nos juntar a esses golpistas. Essa resolução é um instrumento para depurar o PT. Quem tem compromisso com o partido histórico, ficará na legenda. Quem não tem, irá para os braços dos golpistas”, disse o deputado.

O parlamentar afirma que realmente é uma resolução histórica, “uma vez que o PT deixando de lado esses partidos – pode até está deixando de obter resultados eleitorais positivos em alguns municípios -, mas está se livrando das mãos covardes que apunhalaram o governo Dilma pelas costas, a exemplo do PMDB e PP que estiveram sempre usufruindo do governo e entraram para a história dos maiores traidores dessa nação”, afirmou o deputado.

Leia a resolução na íntegra, na qual a Executiva Estadual resolve:

1 – DESAUTORIZAR previamente o provável apoio do PT as candidaturas do PSDB, DEM, PPS E SD nas seguintes cidades: AREIAL, CAMALAÚ, CONCEIÇÃO, PIANCÓ, RIACHÃO DO POÇO, SÃO BENTO, SÃO MAMEDE, SÃO SEBASTIÃO DO UMBUZEIRO, JUAREZ TAVORA e RIACHÃO DO BACAMARTE e em qualquer outro Diretório ou Comissão provisória que por ventura esteja construindo tal aliança;

2 – Da mesma forma, DESAUTORIZAR previamente o provável apoio do PT as candidaturas do PMDB nas seguintes cidades: ALHANDRA, CAPIM, CARRAPATEIRA, CABEDELO, LAGOA SECA, GURINHÉM, LIVRAMENTO, PEDRAS DE FOGO, PILÕESZINHO, SÃO JOSÉ DOS RAMOS, PASSAGEM, SOUSA e TEIXEIRA e em qualquer outro Diretório ou Comissão provisória que também, por ventura, esteja construindo tal aliança;

3 – Ainda, DESAUTORIZAR previamente o provável apoio do PT a candidatos dos partidos signatários ao golpe em curso contra a democracia brasileira. O PT não apoiará candidatos a Prefeito do PP de Aguinaldo Ribeiro, do PTB de Roberto Jeferson e Wilson Santiago Filho, do PSC de Jair Bolsonaro e da Família Gadelha, do PSD de Gilberto Kassab e Luciano Cartaxo e do PRB de Celso Russomano e do Pastor Jutaí;

4 – ORIENTAR que estes Diretórios e Comissões Provisórias busquem construir através dos Encontros Municipais com os filiados, apoios e alianças dentro do nosso campo programático que prioriza os partidos do chamado Campo Democrático e Popular (PDT, PSB, PC do B), bem como os que não apoiaram o Golpe contra a Presidenta Dilma Roussef;

5 – O não cumprimento desta determinação por parte das instâncias municipais implicará nas sanções previstas em nosso Estatuto e Regulamentos do partido.

João Pessoa, 18 de Julho de 2016

Leia também