O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) acusa Bolsonaro de dar mais um golpe na educação básica da rede pública, com a manobra de editar uma Medida Provisória (MP) para retirar o fornecimento de internet gratuita para alunos e professores durante a pandemia.

“Bolsonaro editou a MP para retirar o prazo de repasse dos R$ 3,5 bilhões para implantação do serviço. Com isso, o fornecimento de internet gratuita para as escolas públicas ficará suspenso. Se fosse dinheiro para agradar ao centrão ele nem hesitaria. Mas, como é para estudantes pobres, Bolsonaro faz de tudo para negar”, explicou Frei Anastácio.

O parlamentar explicou que Bolsonaro já havia vetado a lei que determinava o repasse dos recursos, mas o Congresso derrubou o veto presidencial. “Bolsonaro apelou ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que o veto fosse mantido, o STF decidiu que o prazo poderia ser estendido. Com essa manobra, Bolsonaro publicou essa MP que retira o prazo para o repasse”, criticou. 

Frei Anastácio lembra que o acesso à internet para alunos de escola pública diminuiria a desigualdade no acesso à Educação, que foi ampliada na pandemia. “A maioria do povo brasileiro não tem dinheiro para comprar comida, quem dirá para garantir internet para que os filhos estudem. Estamos em um grande e grave processo de retrocesso no país. Os filhos das pessoas pobres não têm mais condições para estudar, precisam trabalhar para garantir o prato de refeição do dia. No campo, a situação do ensino é mais grave ainda durante a pandemia”, lamentou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here