Frei Anastácio diz que zona rural do Brejo está ficando deserta por causa da violência

Frei AnastácioO deputado estadual Frei Anastácio denunciou, hoje (11), na Assembleia Legislativa, que a zona rural de vários municípios do Brejo Paraibano está ficando deserta, em consequência da violência. “As famílias de agricultores familiares estão abandonando as terras e os animais para morar na zona urbana tentando fugir da violência”, disse Frei Anastácio.

Frei Anastácio citou como exemplo, as zonas rurais de Pocinhos, Areial, Alagoa Nova e Esperança. Ele disse que esteve visitando esses municípios durante o final de semana e recebeu muitos relatos de assaltos. “Os bandidos não estão poupando nem os idosos. Eu recebi relatos de idosos de 84,86 e 94 anos que foram vítimas de assaltos e já se mudaram para a zona urbana, temendo morrer”, disse.

O deputado disse que na zona rural de Alagoa Nova, um idoso de 94 anos foi assaltado quatro vezes nu período de quatro meses. “Depois disso, o idoso se mudou com toda família para a cidade e deixou casa e os animais de criação para traz”,lamentou o deputado.

“Na zona rural de Pocinhos, também ouvi relatos de duas vítimas de 86 e 89 anos, que passaram por três assaltos. Eles também se mudaram para a cidade com medo da bandidagem. O clima é de muito medo e de tensão em toda a região do Brejo”, afirmou.

No município de Esperança, segundo o deputado, tanto na zona rural quanto na zona urbana, a situação é a mesma. “Em esperança, na zona urbana, os assaltos são constantes. A ação dos bandidos provocou até um toque de recolher entre os pequenos comerciantes. A partir das 5 da tarde, donos de pequenos bares, vendedores de carne na feira fecham as portas para tentar se livrar dos assaltos”, relatou o deputado.

O petista disse que, diante do quadro de medo que toma conta da população, as pessoas estão deixando até de prestar queixa nas delegacias. “O povo sabe que a polícia prende os bandidos e logo eles são soltos. Temendo represália, a grande maioria não vai às delegacias prestar boletim de ocorrência”, destacou.

Frei Anastácio disse que está encaminhando apelo ao governador do estado e ao secretário de segurança, no sentido de que medidas sejam tomadas para reformar a segurança também BA zona rural do Brejo. “O povo não suporta mais, o cidadão de bem está apavorado”, lamentou.

 

Leia também